fbpx
Menu fechado

Como cuidar do caixa da empresa na crise do corona vírus?

Como cuidar do caixa da empresa na crise do corona vírus?

 

A crise da pandemia do corona vírus trouxe ainda mais desafios para os pequenos negócios e empreendedores informais. Se o mercado estava complicado antes, na crise e nos pós crise as dificuldades serão ainda maiores. Mas nem tudo é choro, existem ações que podem ser feitas para evitar o agravamento da situação e uma das principais é controlar o caixa da empresa com ainda mais rigor.

Toda empresa tem vários setores que sofrem e sofreram nesse tempo de mercado desaquecido. Entretanto o fôlego que sustenta qualquer negócio é o seu caixa, ou seja, seu fluxo financeiro. A famosa frase “sentar no caixa” nunca esteve tão atual como agora.

Para te ajudar a começar a se acomodar em cima do seu caixa e manter uma gestão financeira rigorosa nesses tempos, preparamos três passos iniciais que deve adotar. Vamos a eles.

 

Primeiro passo: Conheça todo seu fluxo financeiro

Para se ter melhoras e preciso ter controle e por sua vez, para ter controle é preciso conhecer. O caixa da empresa não deve ser uma ferramenta que você usa quando sobra tempo. Se em tempos normais o caixa requer total atenção, na crise ele deve ser ainda mais vigiado.

Conheça seu fluxo financeiro por completo. Tenha todos os dados de contas a pagar e a receber. Liste todas as suas contas e até mesmo projete suas vendas futuras, afinal, mesmo em tempos de crise, ainda é possível tentar faturar alguma coisa.

 

Segundo passo: Faça projeções de cenários

No momento que escrevemos este texto não sabemos como a crise se desenrolou, mas esse tipo de certeza só vai existir quando tudo isso estiver em um passado distante. Por esse motivo é necessário fazer projeções de cenários de situações e aplicar isso ao seu fluxo de caixa.

Você pode trabalhar com cenários ruins, médios e bons, como também com curtos, médio e longo prazos. Traçando cenários alternativos, faça projeções do seu caixa como por exemplo em situações em que a crise vai demorar a passar e suas vendas irão cair drasticamente. Na dúvida ou se não quiser fazer vários cenários, sugerimos que espere o melhor, mas esteja preparado para o pior.

 

Terceiro passo: Feche as torneiras do caixa

Conhecendo seu fluxo financeiro e fazendo projeções de cenários para estar preparando para o pior, é hora de realmente se sentar no caixa e não deixar nada sair a menos que seja de extrema necessidade para o funcionamento do negócio. Se as notícias não estão ficando claras ou não existe previsões de melhoras no mercado, o melhor a se fazer e manter o controle e não errar nos gastos.

Investimentos a longo prazo, compra de estoques com baixo giro e até mesmo demissões não planejadas podem destruir seu caixa e consequentemente minar a vida do seu negócio. A hora pede cautela e bom senso. À medida que as coisas forem melhorando você também pode ir liberando seu caixa.

 

Por fim, cada negócio tem suas particularidades. Esses passos são básicos e devem ser adaptados a cada realidade de cada empresa. Busque sempre estar informado externamente e internamente ao seu negócio. Estar ciente do andamento e reação do mercado vai te ajudar a tomar as melhores decisões.

Se precisar de alguma ajuda, a Equipe da Aliae está a sua disposição para te ajudar a fortalecer o seu negócio. Clique aqui e faça seu pedido de consultoria gratuita!

Caso deseje consultar nossa agenda de horários disponíveis, só Clicar aqui.